quinta-feira, 13 de julho de 2017

Os efeitos negativos da religião na sociedade


 
"Se as pessoas são boas porque temem uma punição ou porque esperam uma recompensa, então somos todos, de fato, uma espécie lamentável" ~ Albert Einstein
A religião é como um lento veneno. A assim como um veneno mata seu corpo, da mesma forma a religião mata sua alma. Há apenas uma diferença: a religião parece com um medicamento e quando você acha que ele está lá para seu próprio benefício, ele secretamente te mata. E antes mesmo de você tomar conhecimento dela, a religião já o transformou em uma alma sem vida.
 
Os efeitos negativos da religião na sociedade são enormes. Aqui estão as principais formas nas quais a religião está destruindo a vida das pessoas:
 

Religião é encher as pessoas com medo

Religião é uma das principais razões pela qual as pessoas têm medo de viver. E quando eu digo "viver" não me refiro apenas a sobreviver. Sobreviver é uma coisa, até mesmo as pedras fazem isso, mas viver é uma coisa completamente diferente. Viver significa ser sensível, significa sentir-se, crescer, descobrir seu potencial e atingir novos patamares a cada momento.
 
O ponto de partida da religião é o medo. A religião está baseada na ideia de pecado: Todos nascem pecadores, as almas impuras, se não se purificarem em breve estarão condenadas ao inferno por Deus, onde eles vão arder no sofrimento eterno.
 
A fim de evitar o inferno, a religião exige que as pessoas provem a Deus de que elas são dignas do céu. Como? Seguindo o dogma da religião. Naturalmente quando as pessoas são postas em tal situação, elas se encontram em um estado contínuo de medo. Elas estão sempre com medo de que suas ações não estejam de acordo.
 
Quando você acredita que está sendo perpetuamente vigiado por um olho que tudo vê, você acaba por agir de determinadas maneiras para agradar a Deus. O medo do inferno está continuamente em sua mente, o enchendo com preocupação e ansiedade e isso não permite que você viva espontaneamente. Como resultado, a maioria das pessoas religiosas tornam-se neuróticas e em alguns casos até mesmo esquizofrênicas.
 

Religião é transformar as pessoas contra si mesmas

 
As exigências que a religião coloca sobre as pessoas são irrealistas. A religião, por um lado ensina que todos nascem pecadores. É de pecado que somos feitos e tudo que nós seres humanos estamos fazendo é obrigado a ser corrompido, de uma forma ou de outra. Porém, por outro lado, a religião ensina as pessoas a se comportarem da melhor maneira possível – em outras palavras, sermos perfeitos, como anjos. Mas infelizmente, as pessoas não são anjos, então como elas podem agir assim, de forma tão antinatural?
 
Mas isso tem muitas consequências graves. Quando você deixa de fazer o que Deus ordenou, você começa a odiar-se. Você começa a aceitar a ideia de que você é realmente uma má pessoa, corrompida e não é digna como um ser humano. E uma vez que você fizer isso, sua vida enche de amargura raiva e ressentimento – um verdadeiro inferno na terra.
 

Religião é transformar as pessoas, uma contra as outras

O outro é apenas uma projeção de si mesmo, um espelho, no qual você pode ver o seu próprio reflexo.
Uma vez que você começa a odiar a si mesmo, você é obrigado a começar a odiar os outros também. Quando você aceita a ideia de que você é um pecador, você começa a ver aqueles ao seu redor como pecadores. E quando se acredita que os outros são pecadores, sempre há um medo profundamente enraizado dentro de você de que os outros são corrompidos, estão cheios de má vontade, querem te prejudicar e sobretudo são um inimigo.
 
Além disso, você não vai tolerar ideologias religiosas diferentes da que você segue. É por isso que vemos as religiões lutando uma contra as outras. Da mesma forma os religiosos lutando contra os não religiosos. Uma ideologia religiosa é identificada como o único e verdadeiro caminho, o que leva a tremenda consequências negativas - o ódio, racismo e todo o tipo de violência. Basta pensar em quantas guerras foram travadas ao longo da história em nome de Deus e da religião.
 

Religião é manter as pessoas na ignorância

 
Viver significa aprender, e a vida é fuma lição contínua. Quando, no entanto, você tem crescido condicionado a acreditar o que é certo e errado de acordo com a religião e te disseram que duvidar da religião significa ir para o inferno, naturalmente você fica com medo de buscar o verdadeiro conhecimento. Você não pesquisa para encontrar a verdade, para aprender e, portanto não cresce como ser humano.
 

Conclusão

Como você pode ver, os efeitos negativos da religião na sociedade são enormes. Seguir cegamente uma religião, ou qualquer outra ideologia, simplesmente significa restringir sua percepção para suprir-se e viver na hipocrisia – em outras palavras, viver em sofrimento e miséria.
 
Muitas pessoas preferem seguir a religião mesmo sofrendo com essa escolha, simplesmente porque a religião os liberta da responsabilidade pessoal. Para viver espontaneamente, o indivíduo teria que assumir a responsabilidade por si mesmo, e isso é certamente doloroso. A vida é feita de escolhas e fazer escolha certas nem sempre é fácil. Sendo assim, as pessoas preferem não fazer escolhas para si, preferem que os outros escolham para eles. 
 
As pessoas preferem andar em caminhos feitos por outros, em vez de criar seus próprios caminhos.
 
Mas mesmo que deixássemos de ter uma autoridade para nos dizer o que fazer e o que não fazer, nunca seremos livres. E mesmo se um dia nos tornássemos livres, nunca seremos felizes ou pacíficos.
"Só ovelhas precisam de um pastor." ~ Voltaire
Fonte